Pessoas que acompanham nosso site

O Processo de Formação do Discípulo II - Comentários Adicionais

(Lição 12 – 17 de Setembro de 2017)

TEXTO ÁUREO
“E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a cada dia a sua cruz, e siga-me.” (Lc 9.23).

VERDADE APLICADA
O Senhor Jesus Cristo continua chamando e estabelecendo condições para ser Seu discípulo.

OBJETIVOS DA LIÇÃO
IDENTIFICAR o significado de ser discípulo de Jesus;
DEMONSTRAR a necessidade da coerência na vida do discípulo de Jesus Cristo;
COMPREENDER as atitudes indispensáveis do discípulo de Jesus Cristo.

TEXTOS DE REFERÊNCIA
Lc 14.25 – Ora, ia com ele uma grande multidão; e, voltando-se, disse-lhe:
Lc 14.26 – Se alguém vier a mim, e não aborrecer a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e ainda também a sua própria vida, não pode ser meu discípulo.
Lc 14.27 – E qualquer que não levar a sua cruz, e não vier após mim, não pode ser meu discípulo.
Lc 14.33 – Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo.
Lc 14.34 – Bom é o sal, mas, se o sal degenerar, com que se adubará?
Lc 14.35 – Nem presta para a terra, nem para o monturo; lançam-no fora. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.

Introdução
Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo (Lucas 14.33). O versículo acima resume o que precisa ser feito para se tonar um discípulo de Jesus Cristo, tem que negar a si mesmo, tomar a sua cruz e segui-lo, deixando as coisas desse mundo para traz. O discípulo precisa renunciar a vida desse mundo e viver como Paulo afirmou:  "Estou crucificado com Cristo; logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim" (Gálatas 2.19-20).

1. A identidade do discípulo
Em Lucas 6.40 está escrito que se o aluno que for bem instruído será parecido com o mestre, morto para esse mundo e tudo o que nele há, tendo uma vida de trabalho e de autonegação, sem esperar tratamento honroso nesse mundo. Como Cristo sofreu por amor dos perdidos desse mundo, trabalhando e fazendo todo o bem que podia, assim deverá ser o seu verdadeiro discípulo. Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou (1 João 2.6).

1.1. O significado do termo “discípulo”
A palavra discípulo se refere a um estudante ou aprendiz. Significa aprender com o mestre, absorvendo todo ensinamento para um dia ser parecido com ele, ou seja, ser um imitador. Os discípulos de Jesus seguiam seu Mestre para onde quer que ele fosse, estavam o tempo todo aprendendo os seus ensinamentos e sendo preparado a fazer como ele fazia. Resumindo, o discípulo é um seguidor, um imitador, e isso tem que ser levado ao pé da letra. Ser discípulo de Jesus significa obedecer ao seu chamado para segui-lo, ficando a cada dia mais parecido com Ele, dando continuidade o que Ele começou pregando as boas novas, fazendo novos discípulos e sendo exemplos para os novos seguidores da palavra de Deus.

1.2. Resgatando nossa identidade como discípulo
Como ser discípulo significa ser um seguidor de Jesus, necessariamente após a conversão exige-se uma mudança de vida. O novo Cristão não faz parte da multidão que apenas ouve a palavra, mas deve se tornar discípulo praticante da palavra (Tiago 1.22). Nos dias atuais se dizer cristão ficou até em moda, muitas igrejas estão cheias de pessoas que não seguem os mandamentos de Cristo. Dizem-se discípulos, mas não querem parecer com Cristo, sendo seus imitadores. O discípulo tem que negar a si mesmo e fazer a vontade do seu Senhor, negando os seus próprios desejos para cumprir à vontade dele. Ninguém pode se dizer Cristão sem parecer com Cristo. A definição de discípulo e simples de entender significa ser imitador de Cristo.

1.3. O significado de ser um discípulo de Jesus Cristo
Na passagem de Mateus 4.18-22, vimos que os primeiros discípulos após ouvirem o chamado largaram tudo o que estavam fazendo e seguiram a Jesus Cristo. Eles não sabiam o que iram fazer, mas entendiam perfeitamente o que significava ser discípulo. Sabiam que ser discípulo era aprender com o mestre, andar com ele, imitar tudo que via e absorver tudo que ouvia, era ter um relacionamento próximo e íntimo, para um dia se tornar parecido com Ele. Então ser um discípulo de Jesus Cristo é ter um compromisso sério com os seus ensinamentos, sendo cada dia mais parecido com Cristo. Para sermos discípulos verdadeiros, temos de apresentar os nossos corpos como sacrifícios a ele, sendo transformados e renovados pela palavra do Senhor (Romanos 12.1-2).

2. O que significa seguir a Jesus?
Com certeza é parecer o máximo possível com Cristo, reconhecendo Jesus como o nosso único e verdadeiro Mestre devemos aprender das palavras e do exemplo dele nos esforçarmos para desenvolver o caráter dele, tornando-nos "coparticipantes da natureza divina" (2 Pedro 1.4). Assim procuraremos pensar como Jesus pensa, e agir como ele agiria.

2.1. A resposta humana ao chamado de Cristo
Todos os discípulos de Jesus responderam ao chamado irresistível do Mestre e o seguiram. Desde que o homem caiu em pecado Deus sempre buscou a reconciliação com a sua criação, para isso enviou o seu filho amado para nos salvar bastando para isso atendermos ao seu chamado. “Mas agora ele os reconciliou pelo corpo físico de Cristo, mediante a morte, para apresentá-los diante dele santos, inculpáveis e livres de qualquer acusação” (Colossenses 1.22). Ao aceitar o chamado de Jesus Cristo significa que o discípulo crê na promessa de salvação da alma e de vida eterna e para isso decide obedecer, negar a si mesmo e carregar a sua cruz. "Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me" (Lucas 9.23). Quem aceita ao chamado do Mestre também aceita levar o seu jugo que é suave leve, porque ele o ajuda a carregar e não faz como os fariseus que colocava um peso enorme em seus seguidores, mas não faziam o menor esforço em obedecer a palavra. Em Lucas 14.27, Jesus disse: “E aquele que não carrega sua cruz e não me segue não pode ser meu discípulo”. O discípulo tem que pôr em prática o que aprendeu para agradar a Jesus e vai onde Ele manda ir. Muitas vezes não é fácil, mas para seguir o Mestre exige sacrifício.

2.2. A necessidade de coerência na vida do discípulo de Cristo
O discípulo coerente tem que necessariamente parecer com o Mestre Jesus, senão alguma coisa está errada. E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos. Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade. Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado; nisto conhecemos que estamos nele. Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou. (1 João 2.3-6). Quem afirma ser discípulo de Jesus é cheio de compaixão, libera perdão as pessoas, age com amor com todo mundo, vive honestamente, todos dão bom testemunho a respeito dele.

2.3. Identificando a verdadeira fé do discípulo de Cristo
Permaneçam em mim, e eu permanecerei em vocês. Nenhum ramo pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira. Vocês também não podem dar fruto, se não permanecerem em mim (João 15.4). O discípulo que possui fé verdadeira carrega em sua vida a identidade de Cristo, se parece e anda como Ele, e busca fazer tudo que Ele mandou. Podemos conhecê-lo pelos bons frutos que produz, e alguém que possui o caráter de Cristo sendo obediente a palavra de Deus. “Nisto é glorificado meu pai em que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos” (João 15.8).

3. Atitudes do discipulo de Jesus
O discípulo de Jesus produz fruto (João 15.8). Pelo fato que aceita a palavra de bom e reto coração, e desenvolve a sua fé com perseverança, ele se torna frutífero (Lucas 8.15). O discípulo produz fruto pelas boas obras que faz (Tito 3.14; Efésios 2.10). Produzimos fruto quando obedecemos ao nosso Senhor (Lucas 6.46), progredindo com perseverança (Hebreus 12.1).

3.1. Amar a Cristo acima de tudo e de todos
Em Mateus 22.36-40 está escrito: “Mestre, qual é o maior mandamento da Lei? Respondeu Jesus: Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento'. Este é o primeiro e maior mandamento. E o segundo é semelhante a ele: Ame o seu próximo como a si mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas". Em João 14.21 está escrito: “Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele”. Essas duas passagens bíblicas como muitas outras demonstra que devemos amar a Deus e a Cristo acima de todas as coisas, até mesmo mais que a nossa própria vida. Em Lucas 9.24 Jesus declara: “Pois quem quiser salvar a sua vida, a perderá; mas quem perder a sua vida por minha causa, este a salvará”. Por isso quem ama a Cristo deve deixar as coisas deste mundo e se entregar totalmente para garantir a vida eterna.

3.2. Levar a sua cruz
Mas longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo. Em Gálatas 6.14 o apostolo Paulo faz essa declaração, ele não estava ofendido em levar a sua cruz ou tampouco tinha vergonha dela, ele estava morto para esse mundo e não se importava com o que pensavam dele e seguia para o alvo que era Cristo, dia após dia. Nos também devemos imitar o apostolo Paulo buscarmos a cada dia nos desvencilharmos dos embaraços deste mundo de horror e crucificarmos a nossa carne com suas concupiscência e paixões.

3.3. Renunciar tudo quanto tem
Muitos estão ou são enganados com falsas promessas de que servir a Jesus é fácil, que os sofrimentos irão acabar e que vão ter uma vida só bênçãos materiais, felicidades e por aí vai. Mas quando surgem as lutas, as adversidades desse mundo contra os que decidem seguir o Mestre, se desviam ou ficam murmurando dentro das igrejas. Seguir a Jesus, ser um discípulo fiel é ter que renunciar as oferendas desse mundo, e buscar a cada dia ficar mais parecido com Ele, e isso não são fáceis. Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo (Lucas 14.33). Portanto quem não abrir mão de tudo que tem não pode ser discípulo de Cristo. Não estou falando de dinheiro, estou falando da atitude de obedecer a Sua palavra, de deixar de lado os prazeres e as ilusões que este mundo oferece de dedicar tempo em estudar meditar e pregar o evangelho aos que ainda não tiveram a oportunidade de salvação, e principalmente em dar o exemplo aos irmãos e aos descrentes que nos observam constantemente.

Conclusão
Irmãos ser discípulo significa negar as si mesmo e levar a sua cruz, deixando a própria vontade para seguir a de Deus, é abrir mãos dos interesses particulares em favor dos interesses do próximo, é morrer para esse mundo com tudo o que ele oferece para buscar os valores espirituais de Cristo. Precisamos entender que de nada adianta ganhar todo o mundo e perder a salvação. Devemos a cada dia nos aperfeiçoarmos através do estudo e meditação da palavra de Deus, buscando a perfeição com a orientação do Espirito Santo de Deus. Se você decidiu ser discípulo de Jesus sirva com amor e sinceridade sem qualquer tipo de interesse, entendendo que a recompensa por sua obediência será entregue naquele grande dia na glória.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
HENRY: Bíblia de Estudo Matthew Henry; tradução (João Ferreira de Almeida revista e corrigida) - Rio de Janeiro: Editora Central Gospel, 2015.

Você é um Verdadeiro Discípulo de Jesus? - https://www.estudosdabiblia.net/d113.htm < acessado em 08/092017.

https://entendaabiblia.blogspot.com.br/2009/03/comprovacao-de-um-verdadeiro-discipulo.html <acessado em 08/092017. 

COMENTÁRIOS ADICIONAIS:
Dc. Carlos Cezar, servo de Jesus Cristo. 

Nenhum comentário: